Posts com a Tag ‘violência doméstica’

Esconde-esconde, uma brincadeira séria

terça-feira, 17 de julho de 2012

A infância tem papel fundamental na formação de todos nós, ela tanto pode ser construtiva na educação do indivíduo, como criar traumas para toda uma vida. Preocupada com os direitos humanos e principalmente com os direitos da Criança, a Unicef criou uma campanha de valorização da infância em um dos países mais desenvolvidos da América Latina, o Chile.

Cercada de um dado alarmante, dentre 4 crianças 3 são vítimas de maus-tratos na família chilena, a Unicef assina peças como um filme, spots de rádio e um anúncio impresso, a fim de sensibilizar o público adulto.

As peças da campanha criam um ambiente a partir da ótica da criança nos momentos de angústia que antecedem a situação de violência física ou psicológica. Ao final do filme a trama toma outro rumo e somos surpreendidos pela assinatura “Há crianças que brincam de ser invisíveis.”

Anúncio impresso:

No mesmo tema, outro filme do Instituto de apoio à Criança ficou marcado e mostra como a violência infantil pode criar sequelas escondidas, como o menino do filme tentando se proteger.

O filme da Unicef foi premiado no Clio Awards e tem criação da agência Ogilvy, Chile.

  • Share/Bookmark

Não cubra as marcas de uma injustiça. Denuncie!

terça-feira, 3 de julho de 2012

É comum hoje em dia diversas video aulas via YouTube. Aulas estas que vão desde coisas simples como aprender a trocar o papel de parede do seu computador, até coisas mais complicadas como aulas de edição gráfica avançada e técnicas de maquiagem.

Falando sobre as aulas de maquiagem, não podemos deixar de citar Lauren Luke – mulher inglesa que já conta com mais de 440 mil assinantes em seu canal no YouTube, e um total acima de 126 milhões de visualizações.

Aproveitando a fama de Lauren, a ONG britânica Refuge – que luta a favor das mulheres e crianças contra a violência doméstica – resolveu mostrar de forma literal o fato de que 65% das mulheres que sofrem agressões dentro de casa escondem o ocorrido.

Diferente de seus famosos videos, Lauren surge na câmera com marcas evidentes de agressão, como olho roxo e cortes pelo rosto. Apesar de não revelar do que se trata, ela prossegue com sua video aula que, desta vez, ensinará como esconder machucados e aparentar saúde plena.

No fim a mulher se surpreende com um barulho vindo de outro cômodo e desliga a câmera rapidamente, demonstrando medo. O video se encerra com a orientação: “Não se cubra.”

A criação é da BBH.

  • Share/Bookmark

A obscuridade da violência doméstica

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Infelizmente a violência doméstica, principalmente agressões contra as mulheres, ainda ocorrem em grande número. E não é nada incomum ouvir diversas desculpas por parte das próprias vítimas justificando os machucados evidentes.

Para retratar este receio das mulheres em denunciar os próprios maridos, namorados ou parentes, por se sentirem ameaçadas, a instituição húngara NANE – que luta pelo fim da violência contra a mulher – resolveu lançar uma campanha com tom irônico a respeito dos machucados evidentes.

O video começa com depoimento de mulheres, visivelmente machucadas, dizendo como a própria casa pode ser perigosa. Em seguida, algumas cenas cômicas, e inusitadas, de acidentes domésticos passam a acontecer. No fim, todas acabam se entregando inconscientemente ao prosseguirem com as explicações, quando surge o texto final: “Reconheça a violência doméstica em seu ambiente. Enxergue através de desculpas, não deixe sua consciência dormir.”

  • Share/Bookmark

O ciclo da violência

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

O Family Advocacy Center é um centro norte-americano que presta serviços para centenas de adultos e crianças que sofrem de abuso doméstico. Esta campanha mostra como o ciclo da violência pode ser longo, caso a vítima não tenha força o suficiente para quebrá-lo. A criação foi da agência Esparza Advertising.

  • Share/Bookmark

Dormindo com o inimigo

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Bed Room

Para alertar sobre um problema que assola recorrentemente mulheres de todo o mundo, a agência da Al Mar’a, FP7, utilizou a imagem de uma mulher com protetor de boxe dormindo ao lado de seu marido.
Embaixo a assinatura: Talk. To someone else. Don’t encourage domestic violence, ou Converse. Com outra pessoa. Não encoraje a violência doméstica.
  • Share/Bookmark