Lixódromo Paulista – Denuncie o descarte irregular de lixo e entulho

Hoje em dia as redes sociais fazem parte da rotina de quase todo mundo. Com ela, fica fácil conversar com aquelas pessoas distantes, convidar amigos para eventos, e discutir assuntos de interesse comum entre vários indivíduos.

Com esta solidificação de uma rede para discutir ideias, foram surgindo facilidades para reclamar e apontar erros e abusos que fazem parte da nossa rotina. É cada vez mais comum encontrar sites e plataformas de discussões que apontam lugares com preços abusivos, ou ajudam a encontrar programas de lazer que agradem, e até mesmo denunciar crimes e irregularidades em sua cidade.

Foi pensando nisso que a SulAmérica Trânsito (92,1 FM) – rádio que informa minuto a minuto a situação de trânsito na cidade de São Paulo, propondo rotas alternativas para aqueles que estão presos em congestionamentos – resolveu lançar a campanha Lixódromo Paulista.

Iniciada no final do mês passado, a nova campanha semanal pretende mapear os principais pontos de descarte irregular de entulho na cidade de São Paulo e outros pontos na região metropolitana. Este lixo acumulado é responsável por trazer doenças aos moradores das regiões afetadas, e quase sempre é fator número um na causa de enchentes.

Contando com a colaboração dos ouvintes diários da rádio, a SulAmérica Trânsito se propõe a entrar em contato com as autoridades da Prefeitura pelo serviço de coleta e retirada do lixo/entulho em questão e, ao final de cada semana, a emissora irá encaminhar o “mapa de lixo” aos responsáveis para que medidas sejam tomadas.

O programa vai ao ar toda segunda-feira, na Rádio SulAmérica Trânsito, 92,1 Mhz FM. Para denunciar locais com decarte irregular, basta enviar um e-mail para radiosulamericatransito@band.com.br, ou postando imagens na página do Facebook.

As consequências do seu desperdício

“Não deixe comida no prato, porque tem muita gente que tá passando fome no mundo e é pecado desperdiçar”. Quem nunca ouviu essa frase quando criança, não é mesmo? Para atestar a frase que passamos a infância inteira ouvindo, saiba que, só hoje, 925 milhões de pessoas vão passar fome no mundo.

Poucos sabem, mas o Brasil é o 4º maior produtor mundial de alimentos. Antes de sair comemorando, continue lendo. Nosso país certamente produz em larga escala, mas desperdiça 39 mil toneladas de alimento por dia. Isso mesmo, você não leu errado. São 39 mil toneladas20% do que é produzido – de comida que vão para o lixo todo dia – um número tão grande que serviria para alimentar 19 milhões de brasileiros.

Para evitar o desperdício, a Ecobenefícios – empresa que promove soluções inovadoras para gestão de frotas e benefícios – aproveitou o Dia Mundial da Alimentação (16 de Outubro) para colocar em prática uma ação criativa que chama a atenção das pessoas que insistem em “comer com os olhos” e abusar na quantidade de comida servida nos pratos.

O video acima explica a campanha intitulada Prato Consciente, que propôs repensar o formato dos pratos convencionais retirando uma parte correspondente a 20% do volume total, forçando os consumidores de restaurantes e buffets tradicionais de Porto Alegre a consumir menos.

Depois do espanto ao se depararem com um formato diferente de prato, as pessoas percebiam que a explicação estava na pergunta impressa nos pratos: “Por que 20% dos alimentos são desperdiçados todos os dias?” A resposta veio na mesa, onde os pratos eram abandonados sem sobras.

Balança compara tempo de vida entre pessoas e materiais

Quantas vezes você já ouviu falar no tempo necessário para a decomposição completa de diversos materias produzidos pelo homem na natureza? É incrível como pequenos objetos tão comuns levam tantos anos para desaparecerem de vez.

De uma maneira diferente, a agência Lew’Lara/TBWA resolveu ilustrar o tempo de vida de materiais como sacolas plásticas, garrafas de vidro e embalagens de plástico, comparando com o tempo de vida de ambientalistas, ecologistas e pessoas que lutaram pelo bem da natureza.

Estas pessoas (Dorothy Stang; Jacques Cousteau; e Wangari Maathai) carregam histórias ricas em fatos que envolvem suas lutas pela conservação do meio ambiente, e tudo isto é colocado sobre uma balança. O interessante é perceber que apenas uma embalagem de pástico ou vidro pesa mais do que uma pessoa que dedicou sua vida a causas humanistas e/ou ecológicas.

A campanha, intitulada Balança, rendeu prata e bronze para a agência na última edição do Cannes, e assina: “É injusto. Recicle. Doe seu lixo. Faça alguma coisa.”

Exemplos de usos criativos do outdoor

O outdoor é uma das mídias mais antigas e tradicionais. Na cidade de São Paulo, este tipo de anúncio está proibido mediante à lei Cidade Limpa, em vigor desde janeiro de 2007.

Entretando a maioria das cidades dos mais diversos países ainda usam e exploram este suporte para divulgar seus produtos, serviços e ideias. Na Bahia, por exemplo, a Bahia Marina usou latinhas de verdade grudadas ao outdoor para ilustrar uma pequena amostra da quantidade de lixo retirado do mar anualmente.

O anúncio da Bahia Marina serviu para divulgar o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado dia 5 de Junho. A peça, que conta com quase 2 mil latinhas de cerveja e refrigerante, traz o texto: “Todo ano, muito mais do que isso vai parar no mar. Não polua.” O making of pode ser visto no video abaixo.

Outro exemplo de uso criativo do outdoor foi aplicado em Mumbai, na Índia. Divulgada pela Polícia de Trânsito local (Mumbai Traffic Police), o anúncio alerta para a importância do uso do cinto de segurança.

A critividade aplicada ilustra o outdoor se desprendendo de sua estrutura original, sendo seguro apenas pelo cinto de segurando instalado ao redor do anúncio. Acompanhado da montagem, é possível ler o texto: “Cinto de segurança salva.”

As peças são assinadas pela Engenhonovo (Bahia Marina), e Draftfcb (Mumbai Traffic Police).

Somos 7 bilhões, para o bem ou para o mal

Campanhas em prol da sustentabilidade são temas recorrentes por aqui. Diversas ideias diferentes já foram lançadas nas mais diversas mídias com o intuito de acordar o leitor para os problemas recorrentes no mundo em função do uso exagerado e incontrolável das matérias-prima disponibilizadas pela natureza.

Em quase sua totalidade, as campanhas sobre este tema evidenciam o lado benéfico em reciclar, reaproveitar, reutilizar e repensar nossas atitudes. Contudo, ainda há muito a se fazer em prol do planeta, provando que as mudanças de atitude não estão partindo de todos.

Para deixar mais evidente o poder da interferência humana, a Caos Sustentabilidade – organização portuguesa em prol do desenvolvimento sustentável – resolveu divulgar anúncios bastante ilustrativos, onde é possível exengar os dois lados em ser, ou não sustentável.

Cada anúncio apresenta uma qualidade positiva e uma consequência negativa para as atitudes tomadas, ou deixadas de lado. Uma das belíssimas artes passa as mensagens: “Se cada pessoa plantar uma árvore, podemos ter de volta três vezes mais a quantidade destruída na floresta amazônica.” ao mesmo tempo em que divulga o alerta: “Se todos nós usarmos folhas de papel de forma abusiva, 49 bilhões de árvores podem ser cortadas por ano.” Os anúncios são concluídos com a assinatura: “Agora somos 7 bilhões. Para o bem, ou para o mal.”

A criação é da Leo Burnett.