Há moedas voando pela rua. Proteja as focas.

Uma ação interativa realizada nas ruas de Hamburgo chamou atenção de muitos pedestres na rua Reeperbahn. Um painel enorme em uma esquina destacou uma cena de um homem frente a frente com uma foca, a um passo de golpear o animal.

Por trás do painel foi colocado um imã e uma seta piscante incentivava os transeuntes a jogarem uma moeda de qualquer valor. Depois da primeira, segunda, terceira… quadragésima moeda presa lá em cima, descobriu-se que justamente na região do homem as moedas se prendiam, escondendo o assassino a cada moeda.

Foi assim, por meio de um gesto ativo, que muitos participaram desta ação arremessando suas moedas, que no caso simbolizaram as doações e também o desaparecimento do assassino das focas.

A campanha é da Noah e é uma maneira de aumentar as doações na luta contra a caça ilegal de focas, alertando as pessoas sobre o assunto. São cerca de 900 mil focas mortas por ano.

Criação: Jung von Matt neue Elbe

Mulheres nuas contra o câncer de mama

boobyball

A ONG Rethink Breast Cancer organiza todos os anos o Boobyball, um evento que arrecada fundos para a luta contra o câncer de mama. O problema é que o evento necessita de muita divulgação para dar resultados, algo incompatível com a verba zero da ONG. Para chamar a atenção, uma “mídia inusitada” foi utilizada, seguindo os passos da campanha da Axe na copa do mundo com a modelo Larissa Riquelme, só que dessa vez por uma causa importante.

Modelos com os seios a mostra passavam a mensagem de conscientização e convidavam o público para o evento,  o legal é que todas elas são sobreviventes do câncer de mama. A guerrilha aconteceu nas ruas de Toronto e foi uma ótima iniciativa para incentivar a discussão sobre a doença. Tudo isso gerou mídia espontânea, repercutindo em programas de TV, sites de notícias, blogs e redes sociais. A criação foi da agência CP+B.

1000 crianças nas ruas da Romênia

chromeforacause

Na Romênia existe um programa de doação via impostos chamado “2%”, com ele cada contribuinte pode escolher uma ONG para doar 2% de todo o seu imposto coletado. É uma ótima ferramenta para combater problemas do país, como o abandono de crianças que cresce cada vez mais.

Para incentivar as doações, a World Vision fez uma nova campanha com o objetivo de evitar que pelo menos 1000 crianças fossem abandonadas nas ruas da Romênia. Para isso, foram espalhados na cidade pôsteres e adesivos de crianças em lugares inusitados, como se elas estivessem morando nas ruas.

O resultado foi melhor do que o esperado, 24.000 pessoas doaram seus 2% de impostos e a ONG conseguiu dar casa, saúde e educação para 1000 crianças, cumprindo o seu objetivo.

Lixo congelado nos supermercados

Os Alpes são um dos grandes sistemas de cordilheiras da Europa que se estende  da Áustria e Eslovênia, a leste, através da Itália, Suíça (Alpes suíços), Liechtenstein e Alemanha, até a França, a oeste. Durante o inverno os Alpes são visitados por inúmeros turistas que gostam de esquiar, o problema é que eles deixam toneladas lixo nas montanhas, ficando aparente principalmente quando a neve derrete.

Para conscientizar as pessoas sobre isso e buscar voluntários  a ONG Mountain Rider fez uma ação bem diferente nos supermercados franceses. O lixo recolhido nas montanhas foi embalado e colocado na parte de congelados do supermercado, na embalagem a pessoa poderia encontrar mais informações sobre a campanha e um QR code direcionava o público ao website para cadastro de voluntários. A criação da campanha foi da agência Publicis Conseil.

Animais nas vagas de carros

chromeforacause

O  aquecimento global está diretamente relacionado com a emissão de CO2 dos carros no mundo todo, mas existe uma preocupação especial na China, que tem aumentado a sua emissão a cada dia. Para conscientizar as pessoas sobre o problema a China Environmental Protection Foundation criou uma nova ação.

Um dos impactos do aquecimento global é a mudança do habitat natural de diversos animais, que acaba levando eles a morte e ao risco de extinção. Placas foram colocadas em vagas de carros para simular a “casa” desses animais, para estacionar o carro o motorista tinha que remover o animal do seu ambiente, assim como ele faz indiretamente ao poluir o ar com o seu carro. A criação foi da agência Dentsu.