Suas ações podem ser crime em alguns países

Você já cometeu algum crime? Foi condenado? Talvez você tenha sempre andado na linha e seguido a lei do seu país à risca, mas suas ideologias e suas ações comuns para nós, brasileiros, podem ser considerados crime ao redor do mundo.

E se você pudesse analisar aquilo que fala, faz e pensa, e comparar com leis de vários países para saber se você teria cometido um crime em algum lugar? Foi com um portal interativo que a Anistia Internacional da Nova ZelândiaONG internacional que luta a favor dos direitos humanos – resolveu expor a quantidade de condenações por coisas banais que absurdamente são punidas com agressões, torturas e penas de morte em muitos países.

Ao entrar no site Trial by Timeline, o usuário é instruído a autorizar o sincronismo de sua conta no Facebook. Feito isso, basta aguardar – e ir preparando sua defesa. O site analisa seu perfil na rede social, averiguando tudo que foi postado por você, os eventos que frequentou, e até as fotos que publicou. Tudo pode, e será usado contra você.

No final da análise, surge o resultado na tela. É possível ver que ações você cometeu e aonde estas ações seriam consideradas crime. Também é possível ver que tipo de punição você receberia pelo ato. Já vá se preparando, porque é certeza de já ter cometido um crime no Myanmar simplesmente pelo fato de ter uma conta no Facebook.

Então clique aqui, autorize a sincronia com o Facebook e assista sua(s) condenação(ões). No final de tudo, você pode compartilhar o resultado no Facebook ou Twitter.

Seja um doador de órgãos. Seja um doador de vidas.

Desde 2009, o Ministério da Saúde se vale das redes sociais para divulgar seus programas e estratégias. Inclusive por isso, nos primeiros quatro meses do ano, o Brasil superou a meta de 13,6 doadores por cada 1 milhão de habitantes, prevista para ser atingida apenas em 2013. Em maio deste ano, o Facebook anunciou que usuários teriam a possibilidade de manifestar a intenção de se tornar um Doador de Órgãos por meio de sua linha do tempo, disponibilizando para os EUA e o Reino Unido. Agora, esta ferramenta já está disponível para os usuários do Brasil e o recurso tem a missão incentivar e cadastrar possíveis doadores, entre os mais de 37 milhões de usuários do Facebook no país.

O anúncio da ferramenta no Facebook para usuários brasileiros foi feito em Brasília, na sede do Ministério da Saúde. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha e o vice-presidente do Facebook na América Latina, Alexandre Hohagen, explicaram a parceria, que pretende incentivar a doação de órgãos no país e reforçar a importância da doação nas redes sociais. Além disso, o ministro destacou que a estratégia consiste em usar as redes sociais para aumentar o diálogo com a população brasileira. “Esta parceria facilita que qualquer indivíduo deixe clara a sua opção de ser doador, de registrar em vida que deseja ser um doador”, disse. “Acreditamos que vamos criar um burburinho e dialogar com o público jovem para que, desde o começo, possa optar por registrar o desejo de ser doador”, completou. A campanha envolve spots, comerciais, anúncios impressos, folders e broadside. Antes, para se tornar doador de órgãos, bastaria avisar a família. Mas, agora, você também pode expressar seu desejo no Facebook incluindo-se como doador nos “eventos cotidianos” de sua timeline. Veja como:

Para saber mais, estão sendo distribuídos folders, que você pode baixar a frente e o verso com as informações e imprimir na sua casa.

A campanha também conta com anúncios:

E, por último, veja o comercial oficial:

Acesse a página no Facebook, curta e entenda melhor como funciona a doação de órgãos. https://www.facebook.com/DoacaodeOrgaos

Um concerto com a ajuda das pessoas

As campanhas brilhantes, e que chamam a atenção necessária, normalmente são frutos de verbas gigantescas e uma logística absurda. Mas, contrariando este esteriótipo, venho falar sobre uma campanha simples, genial e, o mais importante, funcional.

Com o objetivo de ajudar a fornecer água para pessoas necessitadas no sul do Sudão, a ONG polonesa PAH (Polish Humanitarian Action) – que visa transformar o mundo em um lugar melhor para todos – conseguiu juntar uma dupla de músicos que utilizam taças de cristal para fazer som, com o Facebook.

A inusitada ação ganhou muitos adeptos e muita divulgação em mídia espontânea uma vez que, para ajudar, só era necessário dar “like” (ou “curtir”) na página da campanha. Cada “like” corresponde a uma gota de água para que as taças de cristal fossem preenchidas para, assim, serem utilizadas no concerto.

O sucesso pode ser visto no video acima. Além da mobilização mundial das pessoas, muitas empresas se sensibilizaram com a campanha e ajudaram com doações e divulgações. O resultado principal: uma reserva de água foi encontrada em uma das cidades mais críticas do Sudão, e um poço já está sendo instalado para fornecer água à população local.

Veja abaixo um trecho do concerto realizado – que contou com a participação voluntária de uma das melhores orquestras da Polônia.

A criação é da JWT.

10 crianças, 24 milhões de seguidores, 1 dia

Hoje em dia, com o avanço das redes sociais, a grande preocupação das empresas é conseguir milhares de seguidores, ou “curtidas” em suas páginas. Se você trabalha em uma agência, não se estranhe caso receba o seguinte pedido do cliente: “Quero ter mil seguidores na minha página. Pra hoje!”

É indescutível o quão importante é ter cada vez mais pessoas “curtindo” sua empresa. Fica mais fácil divulgar os produtos e serviços, assim como também fica mais fácil receber o feed back dos consumidores.

Pensando em conseguir a maior quantidade de fãs no menor tempo possível, o GRAACC – instituição brasileira que realiza o tratamento de crianças com câncer – parece ter encontrado a única solução, alcançando o número de 24 milhões de seguidores em apenas 1 dia.

Como? Buscando parceria com as celebridades que possuem milhões de seguidores, que doaram seus perfis do Twitter para as crianças do GRAACC. Kaká; Neymar; Anderson Silva; Ivete Sangalo; Ronaldo; entre outros, se mobilizaram e tiveram suas contas na rede social controladas pelas crianças, que postavam mensagens aos fãs durante um dia inteiro.

O resultado positivo dessa ação é confirmado pelo número de doações para o GRAACC, que aumentou 4760% em relação ao mesmo período de 2010. Foram 50 vezes mais doações, comparado ao mês anterior. Além disso, celebridades internacionais, como Mike Tyson e o mágico David Copperfield, também ficaram sabendo e retuitaram mensagens das crianças.

A criação é da Ogilvy.

Seu filho conhece seus amigos virtuais?

Seguindo a mesma mensagem do nosso último post, esta campanha mostra os perigos presentes no cyber espaço da internet. Pessoas de má indole se aproveitam do anonimato proporcionado pela internet para se passarem por outras pessoas. Estas ações muitas vezes estão relacionadas à pedofilia, invasão de privacidade e busca de informações para qualquer fim maléfico.

Para alertar os pais sobre este perigo, a ONG francesa Innocence en Danger (Inocência em Perigo, traduzindo), resolveu criar três anúncios ilustrando pessoas desconhecidas se passando por amigos comuns de crianças no mundo virtual do Facebook.

Os anúncios trazem fotos de homens adultos fazendo o sinal de positivo, fazendo referência à opção “curtir” que ficou famosa na rede social. Seus gestos de positivo cobrem o rosto, mantendo a pessoa no anonimato. Abaixo, ainda fazendo referência ao Facebook, foi colocado o campo de comentário, onde é possível ver a frase: “Seu filho realmente sabe quem curtiu seu status?”

A criação é da Herezie.