Galeria de arte a céu aberto. A cidade limpa aprova.

Três laterais de prédios ganharam uma nova roupagem e a cidade de São Paulo ganhou mais cor. A intervenção urbana faz parte do projeto Galeria GE, uma ação que responde ao slogan da empresa GE “Se dá para imaginar, dá para fazer” e utilizado neste projeto como “Se dá para imaginar São Paulo mais bonita, dá para fazer”.

A criação das artes nos prédios contou com a participação de artistas convidados como Rui Amaral, Estúdio Colletivo, e Mulheres Barbadas. Estes foram responsáveis por deixar a paisagem urbana mais alegre nas ruas da Consolação, Amauri e avenida Paulista. O briefing para os artistas trazia temas como transporte, energia e saúde, áreas em que a GE atua.

Dois temas, aviação e água, também áreas de atuação da empresa, ainda serão pintados em dois lugares da cidade e você pode ajudar a escolher o artista. Na fan page você assiste aos artistas que estão concorrendo (Mário Níveo, Reynaldo Berto, Morandini e Glauco Diogenes), vota e também pode conhecer mais sobre os trabalhos e os artistas do projeto.

Uma das cláusulas da Cidade Limpa autoriza o patrocínio a este tipo de trabalho, desde que a marca do anunciante esteja exposta discretamente – segundo o M&M. Foi uma maneira de utilizar a lei trazendo para São Paulo novos ares de cultura. Este tipo de intervenção na cidade vem sendo possível com mais frequência depois de um movimento da Prefeitura o qual vem liberando mais espaços na cidade para a criação de grafites.

Criação: Almap.
Participação: Farah Service.

Há moedas voando pela rua. Proteja as focas.

Uma ação interativa realizada nas ruas de Hamburgo chamou atenção de muitos pedestres na rua Reeperbahn. Um painel enorme em uma esquina destacou uma cena de um homem frente a frente com uma foca, a um passo de golpear o animal.

Por trás do painel foi colocado um imã e uma seta piscante incentivava os transeuntes a jogarem uma moeda de qualquer valor. Depois da primeira, segunda, terceira… quadragésima moeda presa lá em cima, descobriu-se que justamente na região do homem as moedas se prendiam, escondendo o assassino a cada moeda.

Foi assim, por meio de um gesto ativo, que muitos participaram desta ação arremessando suas moedas, que no caso simbolizaram as doações e também o desaparecimento do assassino das focas.

A campanha é da Noah e é uma maneira de aumentar as doações na luta contra a caça ilegal de focas, alertando as pessoas sobre o assunto. São cerca de 900 mil focas mortas por ano.

Criação: Jung von Matt neue Elbe

Cena feita em areia alerta banhistas dos perigos do mar

Você lembra do post recente sobre a campanha de responsabilidade dos motoristas nas ruas devido ao aumento das práticas esportivas, em sua maioria ciclistas, no verão canadense? Pois o Grito das Cinco retoma o assunto e traz outra campanha de responsabilidade, também canadense, só que agora a preocupação é voltada às praias.

Com a participação do artista David Billings, a ação se prende a uma escultura de areia em tom dramático de uma cena pós afogamento. A escultura foi criada na praia Kitsilano, em Vancouver, e tem o objetivo, segundo a Lifesaving Society of BC de alertar os banhistas dos perigos do mar, lembrando que a praia não significa só diversão, é necessário estar atento à segurança.

A criação é da agência TAXI Vancouver

Doe 1 dia pela sua vida

Campanha elaborada pela Africa, o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo lança o movimento “Doe 1 dia” para comemorar os 4 anos de vida, que tem como objetivo alertar a população sobre a importância de se prevenir contra o câncer e de ficar atento para diagnosticar a doença o quanto antes.

Todos os cidadãos foram convidados, além de empresas e os órgãos públicos, a fazerem uma doação que não se trata de alimentos, nem roupas. O movimento quer que você doe 1 dia para realizar os exames de prevenção contra o câncer. A prevenção é a melhor forma de combater o câncer, uma doença que não escolhe cor, idade ou religião. Quanto mais cedo diagnosticado, mais altas são as chances de cura.

Para divulgar o movimento, foram criados filmes, spots, anúncios, materiais para internet e ações em redes sociais, incluindo o desenvolvimento do portal Doe 1 dia, com informações sobre a doença. As peças levam a assinatura: “Doe um dia contra o câncer. Doe um dia pela vida”.

Verão mais prudente nas ruas do Canadá

Em julho começa o verão no Canadá, estação muito aproveitada pelos canadenses, já que enfrentam durante todo o ano baixas temperaturas. São pelo menos dois meses com o termômetro mais quente, com máximas entre 20º e 33º.

Nesta época, o sol chega a se por às 22h, tornando os dias mais longos. Motivo para sair às ruas e aproveitar o clima. São mais corredores, caminhantes e ciclistas pelas vias. Vê-se muita alegria e mais cores na cidade, tornando obviamente a cidade mais movimentada, principalmente nas ruas.

Foi por este motivo que a campanha Share the Road, produzida pelo Share the Road Cycling Coalition, CAA e Ontario Ministry of Transportation, foi lançada com o objetivo de manter a segurança e a responsabilidade nas ruas. Foram criadas peças para televisão, rádio, materiais impressos e online, sensibilizando a população sobre o assunto.

No vídeo vamos na carona de um carro, e ao passar por ciclistas o qual compartilham a mesma rua, reparamos em legendas virtuais que definem estas pessoas, como se clicássemos em um botão: “ela é uma mãe dedicada…”, “ele é um pai e um marido adorável”, entre outras. São legendas que mostram o valor que estas pessoas representam, como o condutor do veículo, que também tem uma família.

Este blog já publicou outras campanhas com conceitos parecidos de consciência no trânsito, como a campanha Think! para os motociclistas, um anúncio impresso também canadense dirigido aos ciclistas e um anúncio dirigido aos caminhoneiros.

A criação da campanha é da agência de Toronto Top Drawer