Seu corpo fica. Doe órgãos

Falar sobre crença e religião é complicado. Não importa quanto tempo passe, as discussões sobre religião e credo sempre irão existir. Crer ou não crer; duvidar ou acreditar; provar ou sentir; certo ou errado. Nenhum destes pontos pode ser defendido com critérios suficientes para justificar sua religião, ou a falta de uma.

Que cada um acredita no que quer é fato, e já está comprovado. O que não se pode discutir, segundo a ABTO – Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos –, é que a sua escolha entre doar órgãos, ou não, independe da sua crença.

Com um belo texto, uma boa locução e uma montagem perfeita, a ABTO lançou um video retratando diversas crenças presentes na sociedade. Deixando claro no final: “Sim. Existe algo que eu sei e que você também sabe: o que quer que aconteça, seu corpo ficará por aqui.”

O video se encerra com o texto: “Não importa em que você acredita, seja um doador de órgãos.” A criação é da DM9DDB.

A interferência das apostas nos momentos da vida

Um tema pouco recorrente aqui no Grito das Cinco é o vício nos jogos. Problemas como: abuso infantil; falta de atenção ao dirigir; uso de drogas; falta de prevenção de doenças; e estruturação precária para deficientes, são assuntos mais comuns de serem vistos, mas nem por isso demandam uma atenção maior do que o hábito comum de apostas.

Muita gente relaciona os jogos com lazer, e se consideram donos da situação com relação a apostas envolvendo jogos de azar, como pôquer, roleta e máquinas caça-níquel.

Para evidenciar o quanto as apostas nos jogos são prejudiciais e fogem da esfera do lazer, o Ministério da Saúde de Quebec, no Canadá, divulgou dois videos retratando esta interferência nos pequenos momentos que marcam nossas vidas.

Os videos retratam situações reais, apelando para um “climax” que mantém a curiosidade do telespectador em saber o final do filme. Este final, porém, é interrompido com cartas de baralho – elemento comum nos jogos de apostas. Em seguida uma pergunta surge, explicando a cena: “Quantos momentos você está disposto a perder?”

A criação é da Lg2.

Você sabe o que é ter fome?

Se você, neste exato momento, está com o estômago roncando e não vê a hora de terminar o expediente para chegar em casa e devorar quilos de comida, você não sabe o que é fome.

Ficar algumas horas sem comer é um sacrifício para todo mundo. O estômago começa a doer, as pernas ficam fracas e uma ligeira tontura pode ocorrer. Mas imagine ficar dias e dias sem comer absolutamente nada, simplesmente pela por falta de opção.

Reconhecendo a dificuldade em imaginar esta situação, a fundação paraguaia Banco de Alimentos – que visa o combate a fome – criou a ação Hunger Delivery (Delivery da Fome, traduzindo), utilizando o serviço de entrega de pizzarias na capital Assunção.

Com uma parceria envolvendo as duas principais pizzarias da cidade, a campanha consistia em atrasar, e muito, o pedido das pessoas. O intuito era ilustrar a raiva e desespero que tomam conta do ser humano quando a fome aperta. Passado a longa espera por comida, os clientes indignados recebiam, junto com suas pizzas, a mensagem explicando toda a ação: “Você entende o que é fome quando está com fome. A sua comida chegou tarde, mas a comida de muitos nunca chega.”

Depois de fazer as pessoas vivenciarem a fome, a fundação aumentou o número de doações em 50 toneladas de alimentos, ajudando a alimentar mais de 13 mil crianças e idosos em abrigos. Ah! A pizza saiu de graça.

A criação é da Oniria/TBWA.

10 crianças, 24 milhões de seguidores, 1 dia

Hoje em dia, com o avanço das redes sociais, a grande preocupação das empresas é conseguir milhares de seguidores, ou “curtidas” em suas páginas. Se você trabalha em uma agência, não se estranhe caso receba o seguinte pedido do cliente: “Quero ter mil seguidores na minha página. Pra hoje!”

É indescutível o quão importante é ter cada vez mais pessoas “curtindo” sua empresa. Fica mais fácil divulgar os produtos e serviços, assim como também fica mais fácil receber o feed back dos consumidores.

Pensando em conseguir a maior quantidade de fãs no menor tempo possível, o GRAACC – instituição brasileira que realiza o tratamento de crianças com câncer – parece ter encontrado a única solução, alcançando o número de 24 milhões de seguidores em apenas 1 dia.

Como? Buscando parceria com as celebridades que possuem milhões de seguidores, que doaram seus perfis do Twitter para as crianças do GRAACC. Kaká; Neymar; Anderson Silva; Ivete Sangalo; Ronaldo; entre outros, se mobilizaram e tiveram suas contas na rede social controladas pelas crianças, que postavam mensagens aos fãs durante um dia inteiro.

O resultado positivo dessa ação é confirmado pelo número de doações para o GRAACC, que aumentou 4760% em relação ao mesmo período de 2010. Foram 50 vezes mais doações, comparado ao mês anterior. Além disso, celebridades internacionais, como Mike Tyson e o mágico David Copperfield, também ficaram sabendo e retuitaram mensagens das crianças.

A criação é da Ogilvy.

Conheça o que passa na cabeça de quem sofre bullying

Talvez você já tenha se impressionado com alguma música onde um instrumento começa a tocar apenas em uma das caixas de som, enquanto um segundo instrumento segue o ritmo na outra caixa. Isto se dá porque o som stereo da música foi manipulado durante a gravação, direcionando e reajustando os níveis de som de cada instrumento de maneira independente, de modo que ele seja reproduzido apenas na caixa de som da direita, ou da esquerda. O mesmo pode ser aplicado aos fones de ouvido, onde o resultado e a experiência costumam ser melhores.

Partindo do mesmo princípio, foi criado o som 3D. Este som 3D utiliza a técnica de gravação chamada binaural, que nada mais é do que um método para gravar sons utilizando dois microfones posicionados na maneira correta. O resultado é impressionante, e traz uma sensação de realismo ambiental espetacular. Para entender melhor, ouça este áudio simulando um cabeleireiro (recomenda-se o uso de fones de ouvido, e a permanência dos olhos fechados).

Abusando desta técnica binaural de gravação, a agência australiana SapientNitro criou o Earphone Bully – um site que disponibiliza um arquivo de áudio que talvez ajude a maioria das pessoas a entenderem o que passa pela cabeça de quem sofre bullying.

Com uma duração de 2 minutos, o áudio ilustra perfeitamente um ambiente comum para quem sofre bullying constantemente. O intuito é fazer você sentir na pele como é ser “torturado” físicamente e/ou psicológicamente, seja para se reconhecer no papel de vítima e tomar a atitude correta de denunciar os abusos; seja para alertar os pais sobre este tipo de problema tão complicado de diagnosticar nos filhos.

No final, é possível ouvir um sussurro perguntando: “O que você vai fazer a respeito?”, e em seguida o site divulga uma imagem concluindo: “Divulgue. Quem comete bullying escapa quando ninguém denuncia, então a única coisa que você pode fazer é falar. Conte aos seus amigos, espalhe a palavra e, se você estiver sofrendo bullying, conte para alguém que confie.” Você pode optar por compartilhar a página nas redes sociais, ou via e-mail. E ainda pode denunciar seu caso no próprio site.