A pesca predatória e as vidas perdidas

Você sabe o que é pesca predatória? Muita gente pensa que se trata da pesca para consumo, ao contrário da pesca esportiva onde o peixe é devolvido à água após a fisgada e as tradicionais fotos de recordação.

Na verdade, a pesca predatória é o nome dado a todo tipo de pesca em que se retira o animal do ambiente num volume e velocidade maiores do que o ecossistema é capaz de repor.

O pior é que, além de causar uma possível extinção da espécie, a pesca predatória é capaz de acabar com as vidas que dependem desta espécie. E, para ilustrar isto, o Instituto Sea Shepherd Brasil resolveu divulgar dois anúncios belíssimos que retratam e exemplificam este fato.

Os anúncios mostram, através de belas manipulações de imagem, arpões usados comumente em pescas deste tipo, atingindo não só o peixe em questão como seu predador natural. A imagem clara e objetiva ainda é completada com a frase: “Pesca predatória não ameaça apenas a vida marinha.”

A criação é da Heads Propaganda.

A passividade mata. Denuncie

Quem fuma e mora em São Paulo já está acostumado com as limitações impostas pelo governo com relação a fumar em locais públicos. Desde o dia 7 de agosto de 2009, fica proibido fumar em ambientes fechados de uso coletivo em todo o Estado de São Paulo.

Desde que a lei foi implementada e rigorosamente fiscalizada, tanto os consumidores passivos quanto os donos de estabelecimentos comerciais, passaram a denunciar aqueles que desobedeciam a lei.

No Peru, uma lei semelhante foi imposta pelo governo e, para estimular a denúncia por parte das pessoas que compartilham o estabelecimento, a Liga Contra o Câncer criou três anúncios impressos.

Os anúncios contam com ilustrações que retratam individuos fumando em ambientes públicos. Os desenhos demonstram a reação aconselhável para se tomar quando você vir alguém fumando nesses ambientes, e são acompanhados do título: “A passividade mata.”

As peças são assinadas com o informativo: “Está proibido fumar em lugares públicos.” A criação é da Publicis.

Matrioshka reveladora pela luta contra a prostituição infantil

Há quem diga que a prostituição é a profissão mais antiga do mundo. Nunca foram encontradas evidências que provem esta afirmação, porém não faltam exemplos de abusos e outras situações perigosas que envolvem este trabalho.

A prostituição está presente no mundo todo. A maioria dos países proíbe e condena esta profissão, mas outros a enxergam como outra profissão qualquer e, pelo menos, tentam garantir segurança para estes profissionais.

De uma maneira criativa, a ECPATONG internacional que luta contra a prostituição e pornografia de crianças – divulgou um anúncio impresso retratando os resultados de abusos sofridos por crianças forçadas à entrar na prostituição.

O anúncio traz a figura da famosa matrioshka – boneca tradicional na Rússia que se abre revelando outra boneca semelhante, porém menor. Cada boneca que se abre evidencia a perda de vestuários, terminando totalmente despida. A última traz a mensagem: “Toda vez que sou tocada, um pedaço de mim desaparece.”

Por fim, fica um dado assombroso: “Todo ano, mais de 200 mil crianças nos Estados Unidos correm o risco de serem forçadas à se prostituirem. Junte-se à luta contra essa exploração.” A criação é da JWT.

A destruição do cigarro e o dia internacional sem tabaco

Particularmente, adoro as campanhas e ações que envolvem o receptor para gerar o entendimento necessário. Mensagens criativas e interativas ganham a atenção quando fazem esta relação de maneira simples, direta e funcional.

Quando o assunto é importante e relevante para o público alvo, a campanha deve conhecer o meio em que seu target atua, e transmitir a mensagem de forma compreensível e agradável.

Para promover o dia internacional sem tabaco, o programa Viver Unimed – da Unimed Vitória – divulgou um anúncio de revista interativo. Este anúncio retrata um objeto familiar dos fumantes, ao passo que revela um lado pouco conhecido do elemento apresentado.

O anúncio traz a imagem aérea de um cinzeiro aplicada em um adesivo, com uma aba indicando: “puxe”. Ao seguir as instruções, a nojenta imagem interna de um cinzeiro é revelada. Entre as bitucas, há um pedaço de papel que alerta: “Fumar destrói você por dentro.”

A peça é assinada com a frase: “31 de maio. Dia para largar o cigarro.” A criação é da Ampla.

Denuncie incêndios florestais

O grande problema das queimadas é que elas ocorrem e ninguém fica sabendo. Enxergar as chamas; sentir o cheiro de floresta queimada; e perceber o calor chegando são características fáceis para identificar o fogo, mas parece que pouco é feito com quem, criminosamente, atea fogo contra as florestas.

Para aumentar a fiscalização, o Governo de Minas Gerais resolveu divulgar um belo anúncio comvidando o leitor a denunciar as queimadas, para que haja o combate rápido e ajude na prevenção.

O anúncio traz o título “Os animais só conseguem gritar. Você consegue prevenir.” acompanhado de uma bela, e simples, ilustração de fogo. O detalhe chamativo está para as figuras que compõem a chama. É possível ver animais com cara de sofrimento no meio do fogo criado. A mensagem se encerra com: “Ajude a prevenir e combater fogos em florestas. Denuncie.”

A criação é da Lápis Raro.