Hora do Planeta: Apague as luzes em favor do planeta

Você sabe que dia é amanhã? Claro que, além de ser sábado, que já é bom, amanhã é o dia da Hora do Planeta – dia em que a população do mundo todo se une para apagar as luzes durante 1 hora e ajudar a proteger o nosso planeta.

A Hora do Planeta surgiu em 2006, na Austrália, e foi idealizado pela WWF. Em 2007, na mesma cidade de Sydney, 2,2 milhões de pessoas e mais de 2 mil companhias apagaram as luzes durante uma hora, evidenciando a preocupação com as mudanças climáticas.

Em 2008, a cidade de Toronto, no Canadá, também abraçou a ação e, logo depois, 35 países acabaram aderindo. O número chegou a quase 400 cidades fazendo parte do evento.

Programado para ocorrer sempre no último sábado de março, por ser uma data próxima do equinócio, garantindo escuridão total em quase todas as cidades do mundo inteiro, a Hora do Planeta alcançou 135 países no ano passado. Contudo, o evento de 2011 teve uma grande novidade: muitas das centenas de milhares de pessoas ultrapassaram a hora, e se comprometeram com alguma atividade douradora no campo das mudanças climáticas.

Hoje, com poder das redes sociais, a ação pode chegar a quase todas as pessoas do mundo, batendo, assim, mais um recorde extraordinário. No site earthhour.org você pode ficar por dentro do que acontece e do que está sendo planejado para acontecer durante o evento.

Várias empresas globais apoiam a campanha. É o caso do McDonald’s que desligará os luminosos externos de todos os restaurantes da rede no Brasil. Outra empresa que apoia a causa é a Coca-Cola, que resolveu utilizar um mimeógrafo para criar um anúncio de revista que será veiculada no dia do evento. Além disso, a sede da Coca-Cola Brasil, no Rio de Janeiro, e alguns fabricantes vão desligar as luzes dos escritórios, fábricas, fachadas, outdoors e centros de distribição no país.

Clique aqui e veja a lista completa das empresas brasileiras que apoiam a campanha.

Fique ligado! A Hora do Planeta ocorre amanhã, das 20h30 às 21h30, onde você estiver no mundo. O evento não é meramente uma questão de poupança de energia; é uma questão que vai além da Hora do Planeta, reunindo ações e mudanças de comportamento em favor da nossa casa: o Planeta Terra.

Veja abaixo o perfil da Hora do Planeta em diferentes redes sociais:

Facebook
Twitter
YouTube

Perder o controle não é divertido nem seguro

Sabe aquelas brincadeira típicas de se fazer com algum amigo que passou mal de tanto ingerir bebida alcoólica? Podem parecer sempre divertidas, mas tudo isso só acontece porque há uma perda de controle por parte da “vítima”.

Para ilustrar isso de maneira real, a MADD (Mothers Against Drunk Driving) resolveu divulgar dois videos de 30 segundos cada. Os videos foram filmados de maneira “caseira” para parecerem mais reais, o que não é difícil dada as situações semelhantes a que muitos já passaram.

Um video mostra um menino desacordado por conta do excesso de álcool ingerido, e seus amigos aparecem para pregar uma peça, raspando o cabelo do garoto inconsciente. O outro video retrata uma menina na mesma situação mas, no caso, os garotos abrem um botão de sua camisa em tom de brincadeira.

A campanha se encerra com a mensagem que dá o tom desejado pela organização: “Você bebe para perder o controle. O problema é que você o entrega para outra pessoa.”

A criação é da Esparza.

Uma cidade inacessível não é uma cidade

Você consegue imaginar as dificuldades que um deficiente tem que passar diariamente para poder aproveitar sua cidade como uma pessoa comum? Falta de transportes públicos adaptados, guias rebaixadas e, inclusive, respeito por parte do resto da população. Tudo isso interfere, e muito, na vida de um deficiente.

No Uruguai, estes problemas também preocupam e, para chamar a atenção para isto, a fundação Alejandra Forlán divulgou dois anúncios expressivos. As montagens ilustram uma casa em um local totalmente inacessível para qualquer pessoa. Os anúncios encerram com a assinatura: “Para uma pessoa deficiente, uma cidade inacessível não é uma cidade.”

A criação é da Publicis Impetu.

Entenda de uma vez a proibição com o uso de ironia

Assim como em muitos países, na Espanha é proibido o consumo, tráfico e porte de drogas ilícitas. Porém, ao que tudo indica, avisos da proibição parecem não fazer tanto efeito.

É possível concluir isso através da campanha irônica divulgada pelo Instituto Ramon Rubial. Utilizando anúncios no melhor estilo retrô (ou vintage), a campanha ilustra funcionários de companhias aéreas, e policiais, felizes ao receber alguém que está portanto drogas.

A irônia está presente no título e no corpo da mensagem, que diz: “Se você está carregando drogas, oficiais irão recebê-lo de braços abertos e os cães farejadores permitirão que você brinque com eles.”

No final do anúncio é possível ver a real mensagem que a instituição quer passar: “Se você realmente acredita que o contrabando de drogas é a resposta para seus problemas, você irá acreditar em qualquer coisa.” A assinatura ainda conta com o site do instituto.

A criação é da JWT.

Uma mensagem de amor para evitar a guerra

O que um homem comum, um pai, um professor israelense de 41 anos de idade tem a dizer em sua página de Facebook? Veja você mesmo abaixo:

“Recentemente, nos noticiários, ouvimos falar sobre uma guerra que está por vir enquanto nós, pessoas comuns, ficamos sentados assistindo como se não tivesse a ver conosco.

No dia 15 de março, eu fiz um post no Facebook. A mensagem era simples: ‘Iranianos. Nós amamos vocês. Nós nunca bombardearemos seu país.’

Em 24 horas, milhares de pessoas compartilharam o post no Facebook, e eu comecei a receber mensagens do Irã. No dia seguinte, nos aparecemos na TV e nos jornais, provando que a mensagem estava viajando. Depressa.

Por favor, ajude-nos a evitar esta guerra espalhando esta mensagem. Faça seus próprios pôsters, envie esta mensagem a seus amigos e compartilhe.

Nós estamos arrecadando dinheiro com o intuito de produzir mais pôsters e manter o movimento crescendo.

Obrigado a todos pela ajuda e amor.

Vamos evitar esta guerra.”
– Ronny Edry. (texto traduzido)

A mensagem de ajuda já diz tudo. Aqui no Brasil, somos bombardeados de notícias a respeito de guerras no Oriente Médio, principalmente entre palestinos e israelenses e, ver uma mensagem como esta tomar grandes proporções em tão pouco tempo, é gratificante.

Muitas fotos, imagens e videos mostrando a troca de amores entre os dois povos são criadas a cada minuto. Basta uma rápida procura para encontrar diversas mensagens de carinho e afeto apoiando esta iniciativa. Veja aqui um site criado para agrupar as mensagens criadas.

O video da campanha já atingiu 500 mil visualizações em 8 dias. Para fazer sua doação, basta acessar o site. Ou faça como Ronny Edry pediu, e ajude espalhando esta notícia.