Promessas para 2011

Chegou o final do ano, época marcada por promessas. Para quem prometeu parar de fumar a nova campanha da Euro RSCG 360 serve como um bom incentivo.

O filme mostra que as grandes empresas de tabaco pouco se importam com a sua saúde e a da sua família, elas estão sempre preparadas para substituir os fumantes que já morreram por novos. Com muita força de vontade 2011 será um ótimo ano para interromper de uma vez este ciclo.

O grito agradece a todos os leitores que acompanham o blog e promete continuar trazendo as melhores campanhas de comunicação de interesse das pessoas no ano que vem. Que 2011 seja repleto de ações por um mundo melhor!

PS: Voltaremos dia 4 de janeiro com mais novidades, boas festas!

Uma árvore de palitinhos

chromeforacause O consumo dos famosos palitinhos ultrapassam 45 bilhões de pares ao ano na China. Se esse número continuar em cerca de 20 anos as florestas chinesas vão sumir do mapa. Para conscientizar a população sobre este risco a DDB de Shangai criou uma ação para a China Environmental Protection Foundation.

Uma árvore feita com 30.000 paltinhos reciclados foi colocada na rua mais movimentada de Shangai, o detalhe é que ela estava derrubada e chamava a atenção de todos que passavam por lá. Uma placa informava sobre o risco do consumo de palitinhos não reutilizáveis.

Sacos de lixo transformados em arbustos

chromeforacause

Campanha da Colenso BBDO criada para o Conselho da Cidade de Auckland, na Nova Zelândia. O objetivo foi incentivar os cidadãos de Auckland a deixarem a cidade mais bela.

A solução é a criatividade, como a propria agência fez ao transformar sacos de lixo em arbustos para decoração. A ação serviu também de lembrete para as pessoas não jogarem lixo em lugar proibido, um problema recorrente na cidade.

Site que compara preços ganha uma nova sessão: “mulheres”

chromeforacause

Ação online da Atzum criada pela Shalmor Avnon Amichay/Y&R Interactive. A idéia foi usar um grande site de comparação de preços para aumentar a conscientização sobre o tráfico de pessoas.

Para isso uma sessão de “mulheres” foi inserida no site, lá o internauta poderia comparar mulheres diferentes como se fossem produtos e ao clicar o usuário era redirecionado para uma página de uma petição contra o tráfico humano.

A ação teve grande repercussão em blogs e redes sociais, até mesmo um programa de TV discutiu o assunto.