Greenbuilding

Londres é uma das cidades do mundo que mais estimulam o greenbuilding, a construção sustentável de edifícios comerciais, condomínios e até bairros inteiros neutros em carbono, com iluminação e ventilação naturais, baixo consumo de água e energia.

Fonte: Cidades e Soluções

O que fazer com o lixo orgânico?

Mais da metade do lixo produzido no Brasil é orgânico, principalmente restos de comida. Este tipo de resíduo, que normalmente vai parar nos lixões e aterros sanitários, pode ser transformado em um adubo de excelente qualidade. Uma equipe de Brasília desenvolveu o Minhocasa, um jeito fácil, barato e higiênico de processar o lixo orgânico, com a preciosa ajuda de minhocas. A idéia vem ganhando o Brasil. Moradores de casas e apartamentos de cidades como o Rio de Janeiro utilizam o Minhocasa e aprovam o resultado.

Fonte: Cidades e soluções

Ursos polares derretendo

A arte sempre teve influencia direta na publicidade, esta é mais uma delas. Baseada nas obras do artista Joshua Harris, a Olgivy de New York produziu este filme para o fundo de defesa do meio ambiente (Environmental Defense Fund). Ursos polares feitos de sacos plásticos foram colocados nas saídas de ar dos metros de Nova York, o saco se infla sempre que um metrô passa e depois se desmancha, como se estivesse derretendo, alertando aqueles que passam por ali para o aquecimento global.

Cursos que podem salvar vidas.

A “St John Ambulance” é uma ONG que oferece cursos e kits de primeiros socorros em diversos países. Poucas pessoas sabem que na maioria dos acidentes com trauma, os primeiros socorros aumentam em 80% a chance de sobrevida. Este filme foi feito pela agência Rare e não se baseia em dados, mas sim no apelo emocional. A narração diz: “Perdendo os primeiros socorros, você pode perder muito mais. Aprenda primeiros socorros.”

Nova campanha do greenpeace pela preservação dos mares

Pela primeira vez o Greenpeace inicia no Brasil uma campanha focada na preservação marinha. Dados do novo relatório que mostra o panorama dos mares brasileiros revelam que 80% das especíes exploradas pela pesca comercial estão ameaçadas de extinção e apenas 0,4% dos 8600 km da costa estão demarcadas como áreas marinhas protegidas. O objetivo inicial da campanha é conscientizar os brasileiros sobre a necessidade de proteger o ecossistema marinho. As ações incluem uma instalação, uma mostra de fotografia e o filme “O mar é nosso?”. Para mais informações você pode acessar o site do greenpeace: http://www.greenpeace.org/brasil