Orgulho LGBT 2017

O mês de junho, colorido com as cores do arco-íris, ficou marcado pelas celebrações do Dia Internacional de Combate à LGBTfobia por todo o mundo. Isso porque no dia 17 de maio de 1990, a Organização das Nações Unidas (ONU) retirou a homossexualidade do Código Internacional de Doenças da Organização Mundial da Saúde (OMS). A data, 17/5, desde então ficou marcada como o Dia Internacional de Combate à LGBTfobia e, no mês seguinte, em junho, normalmente é celebrada em diversas cidades com a Parada do Orgulho LGBT. Em São Paulo, a Parada, que sempre acontece na Av. Paulista, reuniu este ano mais de 3 milhões de pessoas na sua vigésima primeira edição.

No mundo corporativo, porém, só em 2013 foi criado o Fórum de Empresas e Direitos LGBT que, como o próprio nome sugere, reúne empresas para discutir a inclusão do tema na agenda interna e externa e para melhorar as relações com funcionários e clientes. Das 37 empresas signatárias, a Ambev, o Carrefour, o Facebook, o Google e a Rede AccorHotels são algumas das que compõe hoje o fórum, composto na sua maioria por empresas multinacionais com sede no exterior. Para fazer parte, as empresas se propõem a seguir 10 compromissos fundamentais – que incluem questões como a promoção de um bom ambiente aos funcionários LGBT e a adesão a ações que apoiem e representem este público.

Sabemos que a publicidade, sozinha, não será capaz de mudar a realidade corporativa para os profissionais LGBT, mas já é um primeiro passo. Este ano, vimos algumas ações. Algumas marcas mudaram suas embalagens e estamparam o orgulho LGBT, como a Skol, da Ambev, que além de patrocinadora oficial da Parada em SP, lançou uma edição especial da lata e parte da venda do produto foi destinada para a Casa 1, que acolhe jovens expulsos de suas casas e encontram-se em situação de risco.

 

O Carrefour, sete anos após ter iniciado o desenvolvimento de seu comitê de diversidade, passou a divulgar apoio à inclusão transgênero este ano. Em sua página no Facebook, o primeiro post foi a foto de duas funcionárias, Luana e Marcelle. No post, a empresa fala também de algumas ações internas, como o curso de capacitação em varejo para transgêneros.

 

Já o Facebook lançou uma reação temporária para os usuários celebrarem o mês do orgulho LGBT. Além dos atuais curtir, amar e os smiles, em junho foi possível ter a reação “orgulho”, representada por uma bandeirinha com as cores do arco-íris. Além disso, a rede social também permitiu que os usuários alterassem sua imagem de perfil incluindo um arco-íris na foto e usassem máscaras nos stories dele.

O Google também reforçou sua atuação dentro do tema diversidade em junho com campanha marcada pela hashtag #OrgulhoDeSer. As iniciativas da empresa de tecnologia envolveram, além dos colaboradores, suas ferramentas como Youtube, Maps, busca e o aplicativo de bate-papo Allo.

Uma das ações aconteceu com a colaboração de Youtubers de toda a América Latina: por duas semanas viajaram produzindo conteúdo sobre a diversidade e participaram das Paradas em São Paulo e na Cidade do México. Outra ação, em parceria com o Canal das Bee, levou ao ar série de seis vídeos que explicam o que é ser LGBT. O projeto contou com mais de 20 criadores e ativistas e foi desenvolvido em parceria com o Youtube Space de São Paulo. Cada episódio discute os principais motivadores do preconceito contra a comunidade como, por exemplo, o machismo e a desinformação.

No Maps, o Google adicionou a rota do desfile e outras informações, no Android e no iOS. Ficou fácil reconhecer a rota da diversidade na capital: um grande arco-íris guiou os usuários do app para a festa. Internamente não é diferente, o orgulho à diversidade é tema permanente. Os Googlers, como são chamados os funcionários da empresa, podem participar dos comitês internos, conectando-se a pessoas que compartilham do valor de apoio à diversidade. O “Gayglers” é um grupo de Googlers LGBTQ e apoiadores. Eles não só lideram o caminho para celebrar o Orgulho LGBTQ em todo o mundo, mas também informam programas e políticas, de modo que o Google permaneça um local de trabalho que funcione para todos.

A Rede AccorHotels fez também uma série de ações em junho em sua rede, além de oferecer tarifas especiais na semana da Parada em São Paulo.

O Novotel São Paulo Jaraguá Conventions recebeu a 1ª Edição dos Jogos da Diversidade, buscando a inclusão por meio da prática esportiva do cidadão LGBT. A agenda contou com campeonatos, atividades recreativas e de lazer, jogos lúdicos e dança. Além disso, também foi palco do seminário “T”, que discutiu a inserção social e a violação dos Direitos Humanos das Pessoas Trans no Brasil. Foram debatidos temas como assistência social, saúde, educação e trabalho. O hotel Ibis Budget SP Frei Caneca fez o esquenta da Parada nos dias 16 e 17 de junho, com direito a show da drag queen Tiffany Bradshaw para hóspedes e não hóspedes. No Ibis Paulista rolou um happy hour para hóspedes durante a Parada e no Ibis Budget Paulista, a drag queen Dianne Vogue animou o café da manhã dos hóspedes.

 

Outra ação que se destacou foi a da marca de snacks da PepsiCo, que não é signatária mas marcou presença este ano. A marca lançou no Brasil o Doritos Rainbow, uma versão limitada a 5000 paulistas (era apenas para quem morava em São Paulo) do snack colorido e com embalagem temática, antes só vista nos Estados Unidos e México.

A iniciativa buscou apoiar o desenvolvimento de cursos de capacitação profissional e gestão de assuntos pessoais através de uma parceria também com a Casa 1. Foi lançada no Kickante, uma rede de crowdfunding, uma campanha para receber as doações que ultrapassou a meta de R$100.000,00 e segue ativa até o início de julho.  O arco-íris da embalagem resgata o projeto original da bandeira, criado na década de setenta, com as oito cores, por acreditarem que representa uma diversidade ainda maior. Na época, por dificuldades de produção, duas cores precisaram sair do símbolo, o rosa e o azul turquesa. Por isso, hoje, a bandeira é utilizada com seis cores. A campanha traz a assinatura ‘Não existe nada mais bold do que ser você mesmo’. A iniciativa endossa o posicionamento global de Doritos “For the Bold”, que guia as ações da marca. Assista ao vídeo:

 

Salvar

Movimento Maio Amarelo

 

Com certeza alguém já foi impactado este mês de maio por algum relógio de rua, painel eletrônico da CET ou spot na rádio divulgando o Maio Amarelo – Atenção pela Vida com um laço amarelo. O Movimento Maio Amarelo,  uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil, nasce com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. É um movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito e a cor amarela foi escolhida em alusão à sinalização de advertência, utilizada nos semáforos.

 

 

 

 

A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos como órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para efetivamente discutir sobre o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige.

O movimento surgiu depois que a ONU decretou em 11 de maio de 2011 o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito” com a intenção de poupar, por meio de planos nacionais, regionais e mundial, cinco milhões de vidas até 2020. Com isso, o mês de maio se tornou a referência mundial para o balanço das ações em torno da segurança viária que o mundo inteiro realiza.

A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização já idealizada e bem-sucedida, adotada pelos movimentos de conscientização no combate ao câncer de mama, ao de próstata e, até mesmo, às campanhas de conscientização contra o vírus HIV – a mais consolidada nacional e internacionalmente. Portanto, a escolha proposital do laço amarelo tem como intenção primeira, segundo o site do movimento, “colocar a necessidade da sociedade tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar comportamento mais seguro e responsável, tendo como premissa a preservação da sua própria vida e a dos demais cidadãos”.

 

O movimento dispõe, no site, diversas peças de comunicação para download, como banners, peças para redes sociais, vídeos, outdoors, wallpapers, entre outros. Confira o vídeo:

 

 

 

 

 

#Hogarconperro

O abandono de animais é um tema de grande importância hoje e diversos lugares no mundo estão adotando políticas públicas para combater esta triste realidade. Na Colômbia, segundo estudo da ANDA,  4.500 animais são abandonados todos os anos e, atualmente, existem mais de 90 mil cães e 140 mil gatos em condições de abandono.
Em Bogotá, uma das políticas implementadas foi o Programa de Urgências Veterinárias, que iniciou em janeiro de 2017 pela Protección Y Bienestar Animal de Bogotá, instituto governamental colombiano da Secretaria do Ambiente. Com foco nos animais em situação de rua, o programa busca atender todos os animais que precisam de cuidados médicos urgentes, como os animais que foram atropelados, maltratados ou doentes. Após tratamento, os animais são colocados para adoção.
Pensando em como tornar maior a visibilidade desses cachorros que agora precisam de um lar, a Protección Y Bienestar Animal de Bogotá colocou os pets que foram atendidos no programa de Urgencias Veterinarias nas fotos dos imóveis que estão disponíveis para alugar ou vender.
Para participar da campanha, os donos dos imóveis enviaram um e-mail e o instituto leva alguns cachorros que fazem parte do programa para participar de uma seção de fotos. As fotos são dos ambientes com e sem os bichinhos, e sempre ao lado do cão, uma placa incentivando a adoção. 
Veja o vídeo da campanha:

A Voz da Arte

Quem nunca parou em frente a uma obra de arte e ficou com vontade de perguntar muitas coisas para o artista que a criou, tirar suas dúvidas, entender o porquê de algumas escolhas, os cenários, tudo sobre a época na qual aquela obra faz parte?

Para comemorar os seus 100 anos de presença no país, a IBM Brasil criou, em parceria com a Pinacoteca de São Paulo e com participação da Ogilvy, o projeto “A Voz da Arte”, e colocou o Watson, software de inteligência artificial da empresa, para tornar a visita ao museu uma experiência interativa. A ideia surgiu a partir de um dado apontado pela Pinacoteca: 72% dos brasileiros nunca foram ao museu. Se a população não interage com os museus, provavelmente é porque esse ambiente não dialoga com eles. Para mudar isso e aumentar a interação entre as pessoas e os museus, foi lançado o projeto na Pinacoteca de São Paulo, e fica até junho de 2017.

Educadores e curadores da Pinacoteca fizeram uma seleção de 7 obras para essa interação e buscaram inspiração as dúvidas e perguntas que os visitantes possuíam sobre as obras. Com base nesse conteúdo, rico de informações sobre as dúvidas das pessoas, utilizaram as API’s de entendimento de linguagem natural e sistema de voz disponíveis no IBM Bluemix, em conjunto com as capacidades cognitivas de aprendizado do Watson, e criaram essa experiência: simples, intuitiva e acessível.

Ao chegar na Pinacoteca, os visitantes recebem um dispositivo com o aplicativo A Voz da Arte. Conforme vão passeando pelo museu, são alertados quando estão perto de alguma obra interativa e são incentivados a fazer perguntas. A interação é feita por áudio e voz em português e, para os deficientes auditivos, por meio de conversa escrita.

A exposição ficará disponível até 5 de Julho de 2017 na Pinacoteca de São Paulo. Maiores informações no site.

Quem sabe em um futuro próximo a ferramenta se popularize a ponto de termos disponível em todas as obras de arte do museu?

Confira o vídeo:

Abas do Bem: doamos as nossas para a TETO

O Atados, plataforma social online que conecta pessoas a organizações do bem, lançou a campanha Abas do Bem, criação da agência NBS.

A campanha incentiva a doação da aba do seu site para uma das 14 ONGs participantes do projeto que precisam de visibilidade, mas não possuem verba para investir em publicidade. Esses espaços nas abas são personalizáveis e servem de mídia para divulgar uma grande causa. As instituições participantes são: TETO, Litro de Luz, Saúde Criança, Abraço Cultural, Gastromotiva, Nossas Cidades, Bike Anjo, Renovatio, Obra Social Dona Meca, Pimp My Carroça, Projeto Quixote, Juntos.com.vc e a própria Atados.

Para doar, basta inserir um código (um script) no index do seu site e, assim, quando o usuário acessá-lo, verá uma propaganda da ONG escolhida na aba, além de aparecer no topo do site um banner com o link para a página da ONG.

Nós do Grito da Cinco já doamos a nossa para a TETO. 🙂

Confira o vídeo da campanha:

Salvar