A Voz da Arte

Quem nunca parou em frente a uma obra de arte e ficou com vontade de perguntar muitas coisas para o artista que a criou, tirar suas dúvidas, entender o porquê de algumas escolhas, os cenários, tudo sobre a época na qual aquela obra faz parte?

Para comemorar os seus 100 anos de presença no país, a IBM Brasil criou, em parceria com a Pinacoteca de São Paulo e com participação da Ogilvy, o projeto “A Voz da Arte”, e colocou o Watson, software de inteligência artificial da empresa, para tornar a visita ao museu uma experiência interativa. A ideia surgiu a partir de um dado apontado pela Pinacoteca: 72% dos brasileiros nunca foram ao museu. Se a população não interage com os museus, provavelmente é porque esse ambiente não dialoga com eles. Para mudar isso e aumentar a interação entre as pessoas e os museus, foi lançado o projeto na Pinacoteca de São Paulo, e fica até junho de 2017.

Educadores e curadores da Pinacoteca fizeram uma seleção de 7 obras para essa interação e buscaram inspiração as dúvidas e perguntas que os visitantes possuíam sobre as obras. Com base nesse conteúdo, rico de informações sobre as dúvidas das pessoas, utilizaram as API’s de entendimento de linguagem natural e sistema de voz disponíveis no IBM Bluemix, em conjunto com as capacidades cognitivas de aprendizado do Watson, e criaram essa experiência: simples, intuitiva e acessível.

Ao chegar na Pinacoteca, os visitantes recebem um dispositivo com o aplicativo A Voz da Arte. Conforme vão passeando pelo museu, são alertados quando estão perto de alguma obra interativa e são incentivados a fazer perguntas. A interação é feita por áudio e voz em português e, para os deficientes auditivos, por meio de conversa escrita.

A exposição ficará disponível até 5 de Julho de 2017 na Pinacoteca de São Paulo. Maiores informações no site.

Quem sabe em um futuro próximo a ferramenta se popularize a ponto de termos disponível em todas as obras de arte do museu?

Confira o vídeo:

Abas do Bem: doamos as nossas para a TETO

O Atados, plataforma social online que conecta pessoas a organizações do bem, lançou a campanha Abas do Bem, criação da agência NBS.

A campanha incentiva a doação da aba do seu site para uma das 14 ONGs participantes do projeto que precisam de visibilidade, mas não possuem verba para investir em publicidade. Esses espaços nas abas são personalizáveis e servem de mídia para divulgar uma grande causa. As instituições participantes são: TETO, Litro de Luz, Saúde Criança, Abraço Cultural, Gastromotiva, Nossas Cidades, Bike Anjo, Renovatio, Obra Social Dona Meca, Pimp My Carroça, Projeto Quixote, Juntos.com.vc e a própria Atados.

Para doar, basta inserir um código (um script) no index do seu site e, assim, quando o usuário acessá-lo, verá uma propaganda da ONG escolhida na aba, além de aparecer no topo do site um banner com o link para a página da ONG.

Nós do Grito da Cinco já doamos a nossa para a TETO. 🙂

Confira o vídeo da campanha:

Salvar

Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído

Quem passou hoje pelo Monumento às Bandeiras deve ter reparado alguma diferença. Todos os personagens estavam com protetores de ouvido amarelos.

Esta é uma ação do INAD (sigla para International Noise Awareness Day) que foi celebrado hoje. Além da ação no monumento do Brecheret, a data foi comemorada com um minuto de silêncio entre 14:25 e 14:26, para destacar o impacto do ruído excessivo em nossas vidas.

O objetivo da campanha, segundo o site do INAD, é conscientizar a população brasileira sobre o ruído e seus efeitos. Isso inclui conscientização sobre os efeitos do ruído na saúde, na qualidade de vida, no meio ambiente, bem como a conscientização sobre a responsabilidade de cada um em reduzir o ruído gerado pelas atividades diárias.

No site, diversos materiais estão disponíveis para download, como banners, cartazes, arte para camisetas e ecobags, entre outros materiais promocionais.

Confira um cartaz sobre os níveis de pressão sonora:

Fortalize-se

A Fundação Laço Rosa, instituição que mantém o Banco de Perucas Online, um programa pioneiro de doação de perucas pela internet para pacientes com qualquer tipo de câncer em qualquer lugar do Brasil, lançou pelo segundo ano consecutivo, a campanha #fortalizese para incentivar a doação de cabelos. Na plataforma, o doador preenche um formulário, gera um código e consegue rastrear sua doação até que cheguem à Fundação.

Em 2016, foram mais de 13 mil doações que beneficiaram milhares de pacientes em tratamento do câncer em todo o país. Para 2017, há uma novidade: o Corte Solidário, que convida cada doador a fazer uma homenagem às mulheres que lutam contra o câncer, batizando com o nome da paciente o seu corte no salão de beleza parceiro.

Com criação da agência Camisa 10, o vídeo intitulado “Entrevista” une a Patrícia, embaixadora da campanha e também ex-paciente de câncer, e três doadoras de cabelos, protagonizando um encontro emocionante que conscientiza sobre a causa. Assista:

Experimento Assento Incômodo gera polêmica na Cidade do México

 

Milhares de mulheres no mundo todo sofrem ou já sofreram algum tipo de abuso sexual nos transportes públicos e o metrô da capital mexicana tem uma reputação ruim quanto às condições a que suas passageiras são submetidas. Em 2014, uma pesquisa da empresa YouGov sobre assédio no transporte público em todo o mundo trouxe o metrô da Cidade do México como o pior em termos de assédio verbal e físico.

Para mudar esse cenário, a Companhia de Metrô da cidade teve a ideia de mostrar como é “sentir na pele” esse problema e criou a campanha #NoEsDeHombres. Instalou um assento que simula o corpo de um homem, com um pênis, em um assento que só podem ser ocupado por homens. O experimento, realizado pela Companhia de Metrô, foi gravado em vídeo. Segundo um dos vídeos, 9 entre 10 mulheres já foram assediadas sexualmente nos ônibus ou trens metropolitanos da Cidade do México.

Um vídeo viral foi feito para demonstrar a reação dos homens, que estranharam o assento e se recusavam a sentar. Alguns tentaram cobrir o assento para sentar, porém logo se incomodavam e se levantaram. No chão uma mensagem que explicava parte do objetivo da campanha: “É incomodo viajar dessa maneira, mas nem se compara com a violência sexual que as mulheres sofrem em seus trajetos diários”.

Confira o vídeo:

Em uma outra ação, da mesma campanha, eles usaram uma câmera para filmar os glúteos dos homens, que esperavam os trens do metrô na plataforma, e passavam as imagens nos monitores da estação.

Também foi feito um vídeo viral, onde mostra o constrangimento dos passageiros, e no final a mensagem da campanha: “Isso é o que as mulheres sofrem todos os dias”. Confira: