Movimento Maio Amarelo

 

Com certeza alguém já foi impactado este mês de maio por algum relógio de rua, painel eletrônico da CET ou spot na rádio divulgando o Maio Amarelo – Atenção pela Vida com um laço amarelo. O Movimento Maio Amarelo,  uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil, nasce com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. É um movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito e a cor amarela foi escolhida em alusão à sinalização de advertência, utilizada nos semáforos.

 

 

 

 

A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos como órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para efetivamente discutir sobre o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige.

O movimento surgiu depois que a ONU decretou em 11 de maio de 2011 o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito” com a intenção de poupar, por meio de planos nacionais, regionais e mundial, cinco milhões de vidas até 2020. Com isso, o mês de maio se tornou a referência mundial para o balanço das ações em torno da segurança viária que o mundo inteiro realiza.

A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização já idealizada e bem-sucedida, adotada pelos movimentos de conscientização no combate ao câncer de mama, ao de próstata e, até mesmo, às campanhas de conscientização contra o vírus HIV – a mais consolidada nacional e internacionalmente. Portanto, a escolha proposital do laço amarelo tem como intenção primeira, segundo o site do movimento, “colocar a necessidade da sociedade tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar comportamento mais seguro e responsável, tendo como premissa a preservação da sua própria vida e a dos demais cidadãos”.

 

O movimento dispõe, no site, diversas peças de comunicação para download, como banners, peças para redes sociais, vídeos, outdoors, wallpapers, entre outros. Confira o vídeo:

 

 

 

 

 

#Hogarconperro

O abandono de animais é um tema de grande importância hoje e diversos lugares no mundo estão adotando políticas públicas para combater esta triste realidade. Na Colômbia, segundo estudo da ANDA,  4.500 animais são abandonados todos os anos e, atualmente, existem mais de 90 mil cães e 140 mil gatos em condições de abandono.
Em Bogotá, uma das políticas implementadas foi o Programa de Urgências Veterinárias, que iniciou em janeiro de 2017 pela Protección Y Bienestar Animal de Bogotá, instituto governamental colombiano da Secretaria do Ambiente. Com foco nos animais em situação de rua, o programa busca atender todos os animais que precisam de cuidados médicos urgentes, como os animais que foram atropelados, maltratados ou doentes. Após tratamento, os animais são colocados para adoção.
Pensando em como tornar maior a visibilidade desses cachorros que agora precisam de um lar, a Protección Y Bienestar Animal de Bogotá colocou os pets que foram atendidos no programa de Urgencias Veterinarias nas fotos dos imóveis que estão disponíveis para alugar ou vender.
Para participar da campanha, os donos dos imóveis enviaram um e-mail e o instituto leva alguns cachorros que fazem parte do programa para participar de uma seção de fotos. As fotos são dos ambientes com e sem os bichinhos, e sempre ao lado do cão, uma placa incentivando a adoção. 
Veja o vídeo da campanha:

A Voz da Arte

Quem nunca parou em frente a uma obra de arte e ficou com vontade de perguntar muitas coisas para o artista que a criou, tirar suas dúvidas, entender o porquê de algumas escolhas, os cenários, tudo sobre a época na qual aquela obra faz parte?

Para comemorar os seus 100 anos de presença no país, a IBM Brasil criou, em parceria com a Pinacoteca de São Paulo e com participação da Ogilvy, o projeto “A Voz da Arte”, e colocou o Watson, software de inteligência artificial da empresa, para tornar a visita ao museu uma experiência interativa. A ideia surgiu a partir de um dado apontado pela Pinacoteca: 72% dos brasileiros nunca foram ao museu. Se a população não interage com os museus, provavelmente é porque esse ambiente não dialoga com eles. Para mudar isso e aumentar a interação entre as pessoas e os museus, foi lançado o projeto na Pinacoteca de São Paulo, e fica até junho de 2017.

Educadores e curadores da Pinacoteca fizeram uma seleção de 7 obras para essa interação e buscaram inspiração as dúvidas e perguntas que os visitantes possuíam sobre as obras. Com base nesse conteúdo, rico de informações sobre as dúvidas das pessoas, utilizaram as API’s de entendimento de linguagem natural e sistema de voz disponíveis no IBM Bluemix, em conjunto com as capacidades cognitivas de aprendizado do Watson, e criaram essa experiência: simples, intuitiva e acessível.

Ao chegar na Pinacoteca, os visitantes recebem um dispositivo com o aplicativo A Voz da Arte. Conforme vão passeando pelo museu, são alertados quando estão perto de alguma obra interativa e são incentivados a fazer perguntas. A interação é feita por áudio e voz em português e, para os deficientes auditivos, por meio de conversa escrita.

A exposição ficará disponível até 5 de Julho de 2017 na Pinacoteca de São Paulo. Maiores informações no site.

Quem sabe em um futuro próximo a ferramenta se popularize a ponto de termos disponível em todas as obras de arte do museu?

Confira o vídeo:

Abas do Bem: doamos as nossas para a TETO

O Atados, plataforma social online que conecta pessoas a organizações do bem, lançou a campanha Abas do Bem, criação da agência NBS.

A campanha incentiva a doação da aba do seu site para uma das 14 ONGs participantes do projeto que precisam de visibilidade, mas não possuem verba para investir em publicidade. Esses espaços nas abas são personalizáveis e servem de mídia para divulgar uma grande causa. As instituições participantes são: TETO, Litro de Luz, Saúde Criança, Abraço Cultural, Gastromotiva, Nossas Cidades, Bike Anjo, Renovatio, Obra Social Dona Meca, Pimp My Carroça, Projeto Quixote, Juntos.com.vc e a própria Atados.

Para doar, basta inserir um código (um script) no index do seu site e, assim, quando o usuário acessá-lo, verá uma propaganda da ONG escolhida na aba, além de aparecer no topo do site um banner com o link para a página da ONG.

Nós do Grito da Cinco já doamos a nossa para a TETO. 🙂

Confira o vídeo da campanha:

Salvar

Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído

Quem passou hoje pelo Monumento às Bandeiras deve ter reparado alguma diferença. Todos os personagens estavam com protetores de ouvido amarelos.

Esta é uma ação do INAD (sigla para International Noise Awareness Day) que foi celebrado hoje. Além da ação no monumento do Brecheret, a data foi comemorada com um minuto de silêncio entre 14:25 e 14:26, para destacar o impacto do ruído excessivo em nossas vidas.

O objetivo da campanha, segundo o site do INAD, é conscientizar a população brasileira sobre o ruído e seus efeitos. Isso inclui conscientização sobre os efeitos do ruído na saúde, na qualidade de vida, no meio ambiente, bem como a conscientização sobre a responsabilidade de cada um em reduzir o ruído gerado pelas atividades diárias.

No site, diversos materiais estão disponíveis para download, como banners, cartazes, arte para camisetas e ecobags, entre outros materiais promocionais.

Confira um cartaz sobre os níveis de pressão sonora: