Celular e direção não combinam. Pegou a mensagem?

Campanhas contra o comum hábito em dirigir sob efeito do álcool, ou outras drogas, parecem existir desde sempre – e não é por menos. Porém, com o surgimento do celular, novas campanhas tiveram que vir à tona por conta de constantes acidentes ligados ao uso do aparelho enquanto dirige.

Contudo, o uso do celular não está restringido apenas às ligações. Com a evolução do aparelho, muitas pessoas passaram a mandar mensagens de SMS e MMS – talvez para contornar o fácil fragrante ao segurar o aparelho contra a orelha durante uma conversa telefônica.

O que poucos sabem – e que já mostramos aqui e aqui – é que o hábito de mandar mensagens enquanto dirige é, hoje, um dos principais fatores que geram acidentes e, consequentemente, mortes no trânsito.

Para alertar sobre este perigo comprovado, a ONG britânica Brake – que luta contra mortes no trânsito – lançou uma campanha de alerta evidenciando o risco em mandar mensagens enquanto dirige.

A campanha é composta por quatro anúncios de outdoor ilustrando sempre uma pessoa já falecida nas famosas mesas metálicas de autópsia. Para se envolver com o ambiente das mensagens, as expressões das pessoas são criadas pelos famosos emoticons. A fonte utilizada, e os títulos das peças, também fazem referência ao contexto dos SMS e MMS.

Todas as peças assinam com a orientação: “Não dirija mandando mensagens”, e a criação é da Blue Hive.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *